Remoção de carbono contido no silício metálico por decantação de carbonetos para produção de silício grau solar

Compartilhe:
Resumo:

A utilização de energia solar no mundo cresceu acentuadamente nos últimos anos. O material mais utilizado na produção de células solares é um silício metálico de alta pureza produzido a partir do refino de um silício de menor pureza. Devido ao aumento da demanda por componentes fotovoltaicos, novos processos de refino têm sido investigados. O carbono é uma das impurezas que precisam ser removidas e uma técnica de remoção possível baseia-se na decantação das partículas de carboneto de silício precipitadas no silício líquido. Testes de decantação foram realizados a 1.500°C com uma e seis horas de tratamento. Os resultados mostram que a alteração no tempo de decantação não afeta significativamente a intensidade da remoção de carbono e a zona refinada do lingote possui teores acima do limite de carbono (43 ppm) definido na norma para o silício de grau solar. Os dados levantados neste trabalho, aliados a dados de literatura, mostram que a decantação não é uma rota capaz de remover o carbono para o nível necessário a aplicações fotovoltaicas.


Referência:
RIBEIRO, Tiago Ramos; MARTORANO, Marcelo de Aquino; FERREIRA NETO, João Batista. Remoção de carb ono contido no silício metálico por decantação de carbonetos para produção de silício grau solar. Tecnologia em Metalurgia, Materiais e Mineração, v.10, n.4, p.3035-310, out./dez., 2013.

INSCREVA-se em nossa newsletter

Receba nossas novidades em seu e-mail.

SUBSCRIBE to our newsletter

Receive our news in your email.