Fomento

O IPT trabalha com os diversos incentivos à Pesquisa, Desenvolvimento e Inovação (PD&I) disponíveis no país, sejam eles recursos reembolsáveis ou não reembolsáveis, obrigações legais e incentivos ficais. A parceria do Instituto com os órgãos de fomento e empresas reduz o risco e o investimento no desenvolvimento de projetos em PD&I.

Incentivos Fiscais | São os benefícios concedidos pelo governo para estimular determinadas atividades econômicas. O IPT desenvolve projetos de PD&I com empresas que se beneficiam dos incentivos da Lei do Bem, da Lei da Informática e de programas como o Rota 2030. Neste programa o Instituto é coordenador técnico da Linha IV – Ferramentarias brasileiras mais competitivas. Este programa visa o desenvolvimento tecnológico, a competitividade, a inovação, a segurança veicular, a proteção ao meio ambiente, a eficiência energética e a qualidade na cadeia automotiva.

Recursos Reembolsáveis | Podem ser acessados diretamente pelas empresas por meio de órgãos governamentais como Finep e BNDES, que disponibilizam diversas linhas de financiamento por chamadas especificas ou por editais de fluxo contínuo. Têm juros reduzidos e carências ampliadas. 

Recursos Não Reembolsáveis | São oferecidos por instituições como Finep, Fundações de Amparo à Pesquisa (a exemplo da Fapesp) e Embrapii. Algumas oportunidades são feitas por chamadas específicas, enquanto outras são de fluxo contínuo como é o caso da Embrapii.

Embrapii | O IPT atua com esta instituição desde sua criação e hoje conta com duas Unidades Embrapii:

  • IPT-MAT – Materiais de Alto Desempenho
  • IPT-BIO – Desenvolvimento e Escalona­mento de Processos Biotecnológicos

A parceira IPT-Embrapii já resultou em mais de uma centena projetos, que somam cerca de R$180 milhões e mais de 60 empresas apoiadas.

Finep | Aqui os projetos podem ser desenvolvidos por meio de atendimento a editais e chamadas, ou por programas específicos. O IPT, por exemplo, é laboratório credenciado na Rede de Nanomateriais e Nanocompósitos e na Rede de Nanodispositivos e Nanossensores, ambas do SibratecNano (Centros de Inovação em Nanotecnologia). Também somos credenciados no Finep Conecta, que tem como objetivo estimular a cooperação entre empresas e Instituições Científicas, Tecnológicas e de Inovação (ICTs), levando conhecimento nelas gerado para as empresas brasileiras. Promove maior alinhamento dos objetivos da ciência nacional às demandas empresariais, elevando os dispêndios em P&D e incentivando projetos de maior risco tecnológico.

Fapesp | Atualmente o IPT desenvolve diversos projetos com esta instituição, sendo que parte deles compõem o Plano de Desenvolvimento Institucional em Pesquisa (PDIP). A Fapesp oferece programas de bolsas, subvenção econômica e chamadas para projetos de PD&I. O IPT também é contratado por empresas para atuar como parceiro em projetos Fapesp.

Energia | Empresas que atuam nos setores de energia, petróleo, gás natural e biocombustíveis devem atender a obrigatoriedade legal de investimento em PD&I, conforme normas ANEEL e ANP. O IPT desenvolve projetos de novas tecnologias e suas aplicações utilizando recursos dessas obrigações legais.

Startups | Vale destacar parcerias do IPT com o Sebrae em programas para startups, como o DeepCamp e o DeepLab, e com o IEL no Inova Talentos.

Sua empresa | Precisa de apoio no desenho de projetos que busquem acesso às linhas de fomento? Nossos times podem apoiar nessa jornada! Além dos workshops realizados regularmente por meio das iniciativas do IPT Open, especialistas experientes estão sempre prontos para responder as suas dúvidas.

Mais informações: negocios@ipt.br

INSCREVA-se em nossa newsletter

Receba nossas novidades em seu e-mail.

SUBSCRIBE to our newsletter

Receive our news in your email.