C&T e gastos públicos

Compartilhe:
No artigo ‘Avanços e recuos da PEC 241’, publicado pelo jornal Folha de S.Paulo na edição de 10 de novembro, o professor Marcos Cintra, da Fundação Getúlio Vargas (FGV), discute críticas e impactos em função da implantação de um plano federal de contenção dos gastos públicos. Cintra defende que o plano dê tratamento diferenciado para áreas que são fatores de competitividade do País, a exemplo de ciência, tecnologia e inovação.

Em carta à redação do jornal publicada no dia 12 de novembro, o diretor-presidente do IPT, Fernando Landgraf, destaca a visão de futuro apresentada pelo articulista em relação ao tema. Enfatiza também a participação ativa das partes interessadas e formulação de indicadores adequados para o planejamento institucional.

Leia abaixo o artigo e a carta:

INSCREVA-se em nossa newsletter

Receba nossas novidades em seu e-mail.

SUBSCRIBE to our newsletter

Receive our news in your email.