Corrosividade de solos e proteção catódica

Compartilhe:

O IPT possui uma ampla experiência em corrosão pelo solo e proteção catódica de estruturas enterradas e submersas, tais como dutos de transporte de água e esgoto e dutos para transporte de petróleo e seus derivados.

O Instituto conta com um Laboratório de Corrosão e Proteção (LCP), que possui infraestrutura e equipe treinada para a realização dos seguintes ensaios em campo:

  • Determinação do potencial tubo/solo
  • Determinação da resistividade do solo
  • Determinação do potencial de oxirredução
  • Determinação de eficiência de anodos de sistemas de proteção catódica
  • Verificação da presença de correntes dispersas no solo, tanto de natureza contínua como alternada

Na área de interferências de corrente alternada, o IPT estabeleceu uma metodologia segura para prever a probabilidade de ocorrência de corrosão por corrente alternada: o Instituto desenvolveu e patenteou uma sonda que permite a obtenção de medidas elétricas sem a interferência da queda ôhmica.

Laboratório de Corrosão e Proteção possui um campo piloto, onde dispõe de um tanque de armazenamento de petróleo miniaturizado e totalmente automatizado, além de vários tanques de armazenamento de solos. Nestes tanques, a equipe do LCP realiza ensaios de projetos de pesquisa e desenvolvimento e ensaios de validação dos resultados obtidos em laboratório.

Em laboratório, a equipe desenvolve projetos para seleção dos melhores sistemas de proteção (esquemas de pintura e proteção catódica) e avalia a influência da presença de bactérias que desempenham papel importante nos processos de corrosão pelo solo e pelo petróleo e seus derivados.

O IPT também avalia a agressividade de águas acumuladas em galerias subterrâneas e desenvolve estudos para uma efetiva proteção das estruturas e equipamentos metálicos aí instalados.

INSCREVA-se em nossa newsletter

Receba nossas novidades em seu e-mail.

SUBSCRIBE to our newsletter

Receive our news in your email.