Manobrabilidade e Interação casco-propulsores

Compartilhe:

A manobrabilidade de um navio pode ser aferida pela capacidade de manter a estabilidade de curso, de mudar de curso, de manter o posicionamento dinâmico (em ondas, vento e correnteza) e de manobrar com segurança em portos.

Uma boa capacidade de manobra conduz à redução dos custos operacionais do navio, pois representa uma menor resistência adicional em manobras, permite a redução dos tempos de escala em porto e conduz a uma menor utilização da assistência de rebocadores. Além disso, a perfeita sincronia entre o controle direcional em manobras e os ângulos de leme representa um fator fundamental para a segurança do navio.

Após a seleção do sistema de governo do navio, podem ser realizadas simulações e testes com modelos em Tanque de Provas e em Túnel de Cavitação para avaliar a manobrabilidade do navio com base em manobras padrão ou manobras específicas desenvolvidas para cada projeto.

INSCREVA-se em nossa newsletter

Receba nossas novidades em seu e-mail.

SUBSCRIBE to our newsletter

Receive our news in your email.