Com quantas pesquisas se faz uma solução?

Compartilhe:

IPT inaugura exposição em seu campus com parte de seu acervo de 124 anos de pesquisa, desenvolvimento e inovação

Do protótipo Bichinho ao avião Paulistinha, durante décadas usado na formação de pilotos e embrião da indústria aeronáutica brasileira, passando pelos carros a gasogênio para contornar a escassez de combustível na época da Segunda Guerra, e o edifício Guinle, o primeiro em concreto armado na capital paulista: a folha de serviços prestados em pesquisa científica e tecnológica, desenvolvimento e inovação pelo Insitituto de Pesquisas Tecnológicas (IPT) a São Paulo e ao Brasil é extensa.

Seção de Madeiras e Aeronáutica do IPT estabeleceu em 1942 um convênio com a Companhia Aeronáutica Paulista (CAP), de São Paulo…

Para mostrar esses e outros produtos da tecnologia nacional desenvolvidos a partir do conhecimento de diversas gerações de pesquisadores e pesquisadoras do Instituto, em seus laboratórios e em campo, vem aí uma exposição inédita aberta ao público, ‘Com quantas pesquisas se faz uma solução?’, a ser inaugurada no próximo dia 21 de setembro.

“Esta é uma pequena amostra do acervo, que estará aberta a todas as pessoas que se interessam por ciência e tecnologia. 

O objetivo é despertar a curiosidade e mostrar a relevância do IPT para a sociedade ao longo de mais de 100 anos”, explica a pesquisadora Mírian Cruxên, responsável pela Memória Histórica – Assuntos Estratégicos do IPT. “O espaço de visitação é pequeno e só serão feitas visitas agendadas”, destaca ela.

Ao longo dos seus 124 anos, o IPT acumulou um acervo tecnológico extenso, composto por mais de 110 mil itens. Em 2018 iniciou o projeto ‘Inventário e adequação de acervos do Instituto de Pesquisas Tecnológicas – IPT (PRONAC 171113)’, desenvolvido em parceria com o Instituto Pedra e com recursos disponibilizados por empresas por meio da Lei de Incentivo à Cultura. Todas as empresas que patrocinaram o projeto são clientes do IPT: CBMM, Grupo Ultra e 3M.

Por meio deste projeto foi possível catalogar, higienizar, digitalizar, fotografar e acondicionar cerca de 11 mil itens, entre documentos em papel, fotografias, negativos de vidro (e de acetato) e objetos tridimensionais. Estes documentos compõem um numeroso acervo que, ao registrar a trajetória da instituição, ajudam a contar a história da tecnologia, da inovação e da pesquisa aplicada no Brasil.

…que resultou no mais bem sucedido avião fabricado seriadamente no Brasil até 1970: trata-se do Paulistinha, modificado nas oficinas do IPT e do qual a CAP fabricou, na década de 1940, mais de 750 aviões, que se tornaram importantes difusores da aviação no País. (Fonte: Pioneirismo nos Céus – A História da Divisão de Aeronáutica do Instituto de Pesquisas Tecnológicas do Estado de São Paulo 1934-1957)

O título ‘Com quantas pesquisas se faz uma solução?’ parafraseia a expressão popular ‘Com quantos paus se faz uma canoa?’. “Busca-se nela o sentido de fazer algo bem-feito.

Esta é uma premissa que se aplica ao desenvolvimento de soluções tecnológicas que o IPT realiza desde o início de suas atividades”, explica Cruxên. 

Em um grande número de testes e estudos realizados, o IPT produz resultados que são ora visíveis, ora invisíveis aos olhos dos cidadãos. Como a sua atuação afeta a vida das pessoas? Como a pesquisa se torna aplicada? O que o IPT desenvolveu e hoje é utilizado no dia a dia das pessoas?

“É a partir desse recorte que esta amostra do acervo histórico do IPT reúne objetos, documentos e imagens de fatos importantes da trajetória da instituição na sociedade brasileira. O patrimônio tecnológico aqui produzido revela demandas, processos e usos que demonstram sua relevância coletiva como fato e como memória a ser preservada”, complementa a pesquisadora.

SERVIÇO – A exposição ‘Com quantas pesquisas se faz uma solução’ começa na quinta-feira, dia 21 de setembro, às 10h00, e se estende até o final de 2023.

O IPT está situado à Avenida Professor Almeida Prado, 532, na Cidade Universitária, e a exposição ocupará  o térreo do prédio 39.

As visitas devem ser agendadas obrigatoriamente pelo e-mail memoria@ipt.br

INSCREVA-se em nossa newsletter

Receba nossas novidades em seu e-mail.

SUBSCRIBE to our newsletter

Receive our news in your email.