Metodologia de avaliação preliminar do desempenho de barreira flutuantespara uso como proteção de captações em mananciais de água superficial

Compartilhe:
Resumo:

Cortinas de redução de turbidez foram idealizadas para conter plumas de turbidez em corpos d’água, problemas geralmente associados a processos erosivos e que trazem problemas operacionais em estações de tratamento de água (ETAs) como elevado consumo de produtos químicos e grande geração de lodo. Assim, sabendo da importância de se controlar a qualidade da água bruta captada pelas ETAs e conhecendo o importante papel que os geotêxtis desempenham no controle de materiais em suspensão na água, o presente estudo desenvolveu uma metodologia para avaliar o desempenho de mantas geotêxtil como barreiras de remoção de turbidez. A metodologia apresentada neste trabalho visa auxiliar e embasar a escolha em laboratório dos geotêxtis que melhor se adaptem à realidade de cada local. Tendo sido criada a partir das seguintes adaptações na metodologia da American Society for Testing Materials (ASTM), ASTM 5141: (a) mudança no local de instalação do geotêxtil; (b) aumento da capacidade para viabilizar a avaliação de um ou mais geotêxtis em série; (c) alterações das dimensões e da declividade do canal experimental; e, por fim, (d) substituição do método de comparação (de sólidos totais para turbidez). Na metodologia criada também foram considerados fatores como granulometria dos sedimentos e efeitos de colmatação e cegamento nos geotêxtis em função do tempo. O tipo de geotêxtil testado a partir da metodologia proposta não ofereceu limitações quanto às faixas granulométricas e obteve reduções de turbidez acima de 89% em todos os testes, ainda que tenha havido aumento de perda de carga e depósito de sedimento no fundo do canal. Entende-se que as propostas neste trabalho apresentam potencial para contribuir com a tomada de decisão em projetos que envolvem o uso barreiras de turbidez. Ainda assim, é importante avaliar parâmetros complementares para que o desempenho das cortinas de turbidez em situações reais de uso possam se aproximar dos resultados obtidos em laboratório.


Referência:
GAIOTTE, João Vitor Moreno; TIEZZI, Rafael de Oliveira; CAVALHIERI, Caio Pompeu; MOURA, Rafael Brito de; SARDINHA, Diego de Souza. Metodologia de avaliação preliminar do desempenho de barreiras flutuantes para uso como proteção de captações em mananciais de água superficial. In: CONGRESSO BRASILEIRO DE ENGENHARIA SANITÁRIA E AMBIENTAL, 28., 2015, Rio de Janeiro. Anais… Rio de Janeiro: ABES, 2015. 11 p.

Documento com acesso restrito. Logar na BiblioInfo, Biblioteca-DAIT/IPT para acessar o texto em PDF:
https://escriba.ipt.br/pdf_restrito/173644.pdf

INSCREVA-se em nossa newsletter

Receba nossas novidades em seu e-mail.

SUBSCRIBE to our newsletter

Receive our news in your email.