A determinação da profundidade de um elemento de fundação utilizando o ensaio sísmico paralelo (parallel seismic)

Compartilhe:
 Resumo:

O ensaio Sísmico Paralelo, traduzido do inglês PS (Parallel Seismic), foi desenvolvido na França e trata-se de uma técnica geofísica já bem estabelecida em países estrangeiros, porém, ainda com pouca aplicação na engenharia em nosso país. Esta técnica é um importante recurso para avaliação das fundações profundas existentes, em que não se dispõe da documentação de projeto. Neste artigo será apresentado um caso de obra com a avaliação da profundidade da fundação de uma torre de telecomunicações do tipo autoportante e base reduzida, onde a tipologia do elemento de fundação se dá em tubulão, sem base alargada, assentado em um solo silte argilo-arenoso. O resultado foi promissor e amplia as possibilidades no campo da instrumentação e de ensaios de campo no território brasileiro para a investigação de fundações.


Referência:
GANDOLFO, Otávio Coaracy Brasil; SOUZA, Tiago de Jesus; AOKI, Paulo Cezar; HEMSI, Paulo Sarano. A determinação da profundidade de um elemento de fundição utilizando o ensaio sísmico paralelo (parellel seismic). Fundações & Obras Geotécnicas, Ano 5, n.55, p.54-58, abr., 2015.

Documento com acesso restrito. Logar na BiblioInfo, Bibioteca-DAIT/IPT para acessar o texto na íntegra em PDF:
https://escriba.ipt.br/pdf_restrito/172998.pdf

INSCREVA-se em nossa newsletter

Receba nossas novidades em seu e-mail.

SUBSCRIBE to our newsletter

Receive our news in your email.