Trincamento induzido por hidrogênio em pinos de dobradiças automotivas

Compartilhe:
Resumo:

Diversas fraturas ocorreram em pinos temperados e revenidos, de dobradiças automotivas, zincados eletroliticamente e submetidos a tratamento de baking. Dezenove eventos ocorreram em carros que tinham sido montados dentro de um intervalo de tempo específico em uma determinada fabrica de uma montadora de automóveis. O material era resistente o suficiente para suportar tanto cargas estáticas, como fadiga. A fratura de ação tardia (delayed frature) devido ao hidrogênio não era esperada uma vez que de acordo com o processamento os pinos eram submetidos a baking após a decapagem ácida e a zincagem era feita em meio básico. Entretanto as análises metalográfica e microfractográfica mostraram características de fratura causada pelo efeito do hidrogênio. A dureza especificada para o material estava dentro da faixa em que o aço temperado e revenido é susceptível ao trincamento induzido pelo hidrogênio. A umidade proveniente do ambiente pode agir na área da dobradiça causando reação anódica sobre o zinco e reação catódica sobre o ferro capaz de suprir hidrogênio para o trincamento. Um problema adicional foi a flexão dos pinos ocorrida durante a montagem da dobradiça na porta e no corpo do automóvel.


Referência:
ITO, Hamilton Lelis; BELOTTI NETO, José. Trincamento induzido por hidrogênio em pinos de dobradiças automotivas. In: CONFERÊNCIA SOBRE TECNOLOGIA DE EQUIPAMENTOS, COTEQ, 13., 2015, Cabo de Santo Agostinho, PE. Anais… 9p.

Documento está protegido com senha, solicite ao Atendimento/Biblioteca-DAIT/IPT. Logar na BiblioInfo Biblioteca-DAIT/IPT para acessar o texto em PDF:
https://escriba.ipt.br/pdf_restrito/173089.pdf

INSCREVA-se em nossa newsletter

Receba nossas novidades em seu e-mail.

SUBSCRIBE to our newsletter

Receive our news in your email.