Análise crítica do ensaio de corrosividade de derivados de petróleo da norma NACE TM-0172:2001

Compartilhe:
Resumo

A corrosividade,  oxigênio (O²), dos derivados de petroléo (Nafta, gasolina e óleo diesel) é verificada por meio do ensaio da norma NACE TM-0172:2001. Neste ensaio, a superficie cilíndrica de corpos-de-prova é preparada e imersa na mistura do derivado a ser ensaiado com água destilada. A mistura  é mantida sob agitação por quatro horas. Em seguida, a superfície dos corpos-de-prova é examinada e a área corroída é determinada. Não foi encontrada, na literatura consultada, trabalhos que discutissem detalhadamente  o referido ensaio. Diante disto, considerou-se  importante desenvolver um projeto objetivando a verificação da influência das diferentes condições  de realização do ensaio NACE  nos  resultados obtidos. O estudo das condições de ensaio de maneira individual, sendo eles: grau de agitação, geometria do corpo-de-prova, teor de água , tempo e temperatura de ensaio.


Referência
 PANOSSIAN, Z.; NAGAYASSU, V.Y.; BERNAL A.G.; PIMENTA, G.S. Análise crítica do ensaio de corrosividade de derivados de petróleo da norma NACE TM-0172:2001 In: BRAZILIAN CORROSION CONGRESS, 26.; IBERO AMERICAN CONRESS OF CORROSION AND PROTECTION, 9.;  NACE LATIN-AMERICAN REGION CORROSION CONGRESS, 6., PHOTOGRAPHY CONTEST CORROSION AND MATERIAL DEGRADATION, 13.; INDUSTRIAL TECHNICAL EXPOSITION, 26., CONGRESSO LATINO AMERICANO DE CORROSÃO, LATINCORR, 6., 2006, Salvador. Proceedings… (CD-ROM) 

INSCREVA-se em nossa newsletter

Receba nossas novidades em seu e-mail.

SUBSCRIBE to our newsletter

Receive our news in your email.