Seleção e caracterização de revestimentos e materiais metálicos para a prevenção da corrosão

Compartilhe:
Aspecto micrográfico camada fosfatizada obtido com auxílio do MEV
Aspecto micrográfico camada fosfatizada obtido com auxílio do MEV

A caracterização de um material ou revestimento metálico e a avaliação de seu desempenho são maneiras conhecidas e eficientes de seleção e especificação de materiais para a prevenção da corrosão.

O Laboratório de Corrosão e Proteção do IPT realiza ensaios e análises em materiais e revestimentos metálicos (zinco, alumínio, cobre, latão, e cádmio, entre outros), visando caracterizá-los e avaliar seu desempenho quanto à corrosão. Com uma equipe técnica experiente e laboratórios modernos e bem equipados, realiza a grande maioria dos ensaios normalizados e desenvolve ensaios específicos, de acordo com as necessidades do cliente.

Entre os ensaios realizados, destacam-se:

  • Aderência de revestimentos metálicos incluindo zinco: achatamento, dobramento, enrolamento, martelo basculante, por tração, entre outros
  • Corrosão intergranular – verificação da susceptibilidade de aços inoxidáveis
  • Corrosão por pite e em frestas – verificação da susceptibilidade
  • Corrosão sob tensão – verificação da susceptibilidade dos aços-carbono, aços inoxidáveis, ligas de cobre, entre outros
  • Tensões residuais: verificação da presença em aços inoxidáveis, em cobre e ligas de cobre entre outros.
Ensaios de imersão
Ensaios de imersão

  • Corrosividade de aditivos de arrefecimento de motores
  • Ensaio acelerado corrosão – exposição à atmosfera úmida saturada
  • Ensaio acelerado de corrosão – exposição à névoa salina
  • Ensaio acelerado de corrosão – exposição à névoa acética
  • Ensaio acelerado de corrosão – exposição à névoa cupro-acética
  • Ensaio acelerado de corrosão – exposição ao cloreto de hidrogênio
  • Espessura do revestimento pelos métodos magnético, microscópico, correntes parasitas, fluorescência de raios X, coulométrico e gravimétrico
  • Massa por unidade de área de revestimento anódico sobre alumínio e de revestimento de estanho e de zinco
Ensaio em câmara de névoa salina
Ensaio em câmara de névoa salina

  • Protetivo temporário – caracterização e verificação de desempenho
  • Proteção catódica – determinação do potencial tubo/solo, da resistividade do solo, do potencial de oxirredução, determinação de eficiência de anodos
  • Selagem da camada anódica – método da perda de massa e de absorção
  • Uniformidade do revestimento de zinco
  • Ensaios eletroquímicos (polarização cíclica, voltametria, impedância eletroquímica, varredura com Sonda Kelvin)
  • Ensaios de exposição a atmosferas naturais (incluindo plantas industriais)
  • Ensaios de exposição offshore (Flutuante Isabel)
  • MEV/FEG/EDS/Raman/Força Atômica – exame e análises microscópicas

Para a realização desses ensaios, o IPT possui equipamentos modernos, tais como potenciostatos, câmaras de ensaios acelerados, microscópio eletrônico de varredura (MEV) e microscópio eletrônico de varredura de emissão de campo (FEG), entre outros.




INSCREVA-se em nossa newsletter

Receba nossas novidades em seu e-mail.

SUBSCRIBE to our newsletter

Receive our news in your email.