Cerol, perigo na terra e no ar

Compartilhe:
A fim de tornar mais competitiva a brincadeira de empinar pipas, o cerol (também conhecido como cortante) é usado, conforme diz o próprio nome, para ‘cortar’ a linha dos jogadores mais próximos. No entanto, a mistura de cola e vidro moído pode causar prejuízos à rede elétrica, acidentes entre motociclistas e motoristas de veículos e até mesmo a morte de transeuntes.

Em reportagem publicada no Diário Oficial de 30 de janeiro, o pesquisador Hamilton Lelis Ito, do Laboratório de Corrosão e Proteção do IPT, conta que analisou em 2009 um caso na capital paulista que envolveu um cabo elétrico que se partiu e caiu em consequência do atrito de uma linha com o cortante.

Um pedaço do cabo foi enviado ao IPT para análise de falha. Após a constatação de restos de rabiolas de pipas presos ao objeto e cortes nos arames que o formavam, a equipe do laboratório concluiu que o rompimento ocorreu devido ao cerol. Na ocasião, um pedestre esbarrou no cabo caído e faleceu eletrocutado. Para evitar este tipo de acidente, o pesquisador enfatiza na reportagem a importância de campanhas de conscientização para crianças e adultos.

Leia abaixo a reportagem na íntegra:

INSCREVA-se em nossa newsletter

Receba nossas novidades em seu e-mail.

SUBSCRIBE to our newsletter

Receive our news in your email.