Mestrado Profissional em alta

Compartilhe:
Segundo dados da Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (Capes), o número de cursos de mestrado profissionais triplicou no Brasil nos últimos seis anos, de 247 para 703; porém, mesmo com esse crescimento, apenas 0,1% da população do País possui título de mestre ou doutor.

O assunto foi tema da edição de setembro da revista Ensino Superior, que citou o Instituto de Pesquisas Tecnológicas (IPT) como uma das instituições em que é possível realizar o mestrado profissional. Ao longo de duas décadas, desde a sua criação em 1997, o IPT formou cerca de 1.200 mestres capazes de planejar e desenvolver projetos inovadores e de base tecnológica. Ao contrário do mestrado acadêmico, esse programa tem por objetivo a solução prática de problemas em empresas.

Eduardo Luiz Machado, responsável pela coordenadoria de ensino tecnológico do Instituto, em entrevista concedida à revista Ensino Superior, explicou como o curso se volta para a resolução de problemas diários. “Temos muitos clientes para quem os mestrados profissionais funcionam como uma espécie de consultoria de alto nível”, afirma Macedo.

Leia abaixo a reportagem na íntegra:

INSCREVA-se em nossa newsletter

Receba nossas novidades em seu e-mail.

SUBSCRIBE to our newsletter

Receive our news in your email.