Novas tecnologias para a cadeia de petróleo e gás

Compartilhe:
A edição especial da revista “Valor Setorial Energia” apresenta em uma série de reportagens os desafios brasileiros para diversificar a matriz energética e as oportunidades de negócios para indústrias e fabricantes de equipamentos. Uma das reportagens mostra o cenário tecnológico da cadeia de petróleo e gás no Brasil, e mostra uma série de pesquisas em busca de soluções para as atividades de perfuração e produção em águas ultraprofundas que são executadas em condições inóspitas e a longas distâncias da costa.

No entanto, as demandas por novas tecnologias não se resumem ao pré-sal: uma das soluções apresentadas na reportagem mostra o projeto de uma sonda criada pelo Laboratório de Corrosão e Proteção do IPT e Petrobras para detectar corrosão em dutos provocada pela interferência de corrente alternada dispersa no solo, proveniente de linhas de transmissão. Essa sonda levou cerca de cinco anos para ser desenvolvida e, antes dela, havia somente equipamentos destinados à detecção de corrosão em dutos provocada pela interferência de corrente contínua dispersa no solo. O interesse pela nova sonda é mundial e o IPT está recebendo consultas de potenciais clientes internacionais que, como aqui no Brasil, precisam monitorar seus dutos para prevenir acidentes.

Leia abaixo a reportagem na íntegra ou clique aqui para ler o conteúdo da revista na íntegra:

INSCREVA-se em nossa newsletter

Receba nossas novidades em seu e-mail.

SUBSCRIBE to our newsletter

Receive our news in your email.