Patem assina convênios

Compartilhe:

Fonte: Secretaria de Desenvolvimento

O Secretário de Desenvolvimento do Estado de São Paulo, Geraldo Alckmin, assina nesta terça-feira, 30 de março, às 18 horas, oito ordens de serviço com seis prefeituras para realização de laudos do Instituto de Pesquisas Tecnológicas (IPT). Os trabalhos irão apontar diagnósticos de problemas nos municípios, como erosões e assoreamentos, áreas de risco, deslizamento de encostas e ações emergenciais.

No total, será investido cerca de R$ 1,5 milhão. Parte desse montante será destinada pela Secretaria de Desenvolvimento, por meio do Programa de Apoio Tecnológico aos Municípios (Patem), e o restante será contrapartida das prefeituras. Os prazos para obtenção dos resultados variam entre dois a nove meses.

Confira quais serviços serão prestados em cada município:

BRAGANÇA PAULISTA
– Estudos dos processos erosivos e de assoreamento no Lago Taboão
Valor Total – R$ 210.891,00

CAMPO LIMPO PAULISTA
– Mapeamento de áreas de risco com indicações de medidas corretivas
Valor Total – R$ 211.220,48

CARAGUATATUBA
– Mapeamento de áreas de risco de escorregamento
Valor Total – R$ 165.543,00

CUNHA
– Carta geotécnica de planejamento e gestão territorial
Valor Total – R$ 210.530,00

SÃO BENTO DO SAPUCAÍ
– Estudo de contenção de encostas
click this over here now
Valor Total – R$ 75.267,20

SÃO LUIZ DO PARAITINGA
– Ações emergenciais e mapeamento das áreas de risco
Valor total R$ 270.700,20
– Inspeção em ponte e passarela
Valor total R$ 33.402,28
– Avaliação estrutural de 34 edificações tombadas
Valor total R$ 364.733,86

Sobre o Patem
A Secretaria de Desenvolvimento, por intermédio do Programa de Apoio Tecnológico aos Municípios (Patem), financia serviços especializados do IPT para obtenção de pareceres técnicos em municípios de pequeno e médio porte. Os temas trabalhados são: planejamento territorial, obras de infraestrutura pública, defesa civil, mineração, cerâmica, resíduos sólidos, recursos hídricos, agricultura irrigada, habitação, distritos industriais, turismo e Arranjos Produtivos Locais (APLs). O programa existe desde 1989. Ao longo desses 20 anos, já foram investidos mais de R$ 15 milhões em 500 atendimentos.

INSCREVA-se em nossa newsletter

Receba nossas novidades em seu e-mail.

SUBSCRIBE to our newsletter

Receive our news in your email.